Desapego e Amor - Fred Gil

Atualizado: 1 de Ago de 2019


O desapego é das coisas mais duras, complexas e bonitas que existe.

É duro deixar quem amamos, quem gostamos mas não queremos. Passar para outra vida e registo não é fácil. Exige saber para onde queremos caminhar, quem queremos encontrar, de que forma queremos viver e estar. Eu sinto uma paz quando me desapego de quem até amava, de quem eram até então as minhas referências. Eu sabia que não era ali, eu sabia que era quase ali. Eu sentia isso. Sempre senti! Agora resta-me lutar por mim, pelos meus sonhos e projectos, pelas pessoas que posso vir a amar. Será real? Estava num mundo caótico, de stress e exaustão. Que me transtornava. Que calma que sinto em meu redor. Sinto que tenho tempo para tudo novamente, ao meu ritmo. Vou encaixando pouco a pouco e à medida do que preciso fazendo sempre sentido.


O que é o amor? É só um sentimento? É só o que sentimos por alguém? E se esse alguém nos trata mal, não nos dá aquilo que desejamos, que sempre quisemos e sonhámos? Lutamos por esse amor? Deixamos ele ir? Ele vai para onde? Transforma-se? Chego à conclusão que o amor está também dentro de nós. Sim, existem relações de amor, de ódio, de compromisso, de sintonia, de ajustes, temporárias e de dependência. Adorava saber mais sobre relacionamentos humanos. O que existe mesmo dentro de nós? Qual a melhor sintonia? O que queremos? Amor por uma relação, tenho "certeza" que irei encontrar. Tenho potencial, já algum conhecimento e agora preciso fazer. Decidir e avançar, sem medo, solto. Sem compromisso até existir algum. Pensar bem! Deixa as coisas rolar, sem stress. Sê verdadeiro e vais perceber! Quando se fecha um capítulo abre-se o seguinte. Bem ou mal vêm coisas novas. Eu vou manter respeito, amizade, compromisso e admiração. Eu quero viver esta parte que me fazia e faz falta. Sempre sonhei em estar assim, parece estranho mas é verdade. Irei encontrar e perceber com quem quero estar.

27 visualizações
frederico%20logo2_WHITE-01_edited.png